sábado, 2 de julho de 2016

(Meu Mal, você). 2/7/2016.


Meu mal, você.

(Meu Mal, você).
2/7/2016

PH Lucia Barros.

                           

                 
Meu mal, você.

Há algo em mim...
Que não me deixa
Eu te esquecer.

Faz-me eu levantar
E querer, te ver...
Meu amor é só para você.

Preciso olhar a tua face
Queria escutar a tua voz...
E sorrir junto o seu sorriso.

Não há nada melhor
Sonhar, amar-te
É o meu destino.

Escondo o meu orgulho
Não adianta, correr de mim mesma
Já está virando, um absurdo.

Parece, alucinação
Deixo-me endoidecer...
Mas machuquei o meu coração.

Tem dias que eu quero fugir de mim
E quero chorar
Mas insisto em te abraçar.

Que triste o meu sofrer
Me desnudo...
A paixão do meu viver.

Sustento o meu coração de amor
Mas ainda assim,
Eu vim a te perder.


Já sei, de tanto bem querer
A vida me proporcionou
 Meu mal, você.


Direito do poema reservados. Lucia Barros.
(Maria Lucia de Barros Gomes.)
Exceto a imagem do Google.