segunda-feira, 28 de dezembro de 2015

Sempre, quem vence em mim, é "Deus".


 
Lucia Barros.

Sempre, quem vence em mim, é Deus.

Luz que reluz
Um dia, após o outro... 

Com o brilho que é intenso 
Ilumina, resplandecendo...
Amor meu é em jesus.

Bom é estar, eu no bem
A vitória é sempre certa
Rumos, vêm dos desejos...
Ramos se tornam, viçosos
O tempo é vida a seguir...
Sempre, quem vence em mim, é "Deus".


Lucia Barros.


Maria Lucia de Barros Gomes.
Todos os direitos reservados.

sábado, 19 de dezembro de 2015

Rum! me surpreendi.


Rum! me surpreendi.

Senti-me, harmoniosa
Sorri e caminhei...
Oh! dia feliz.

domingo, 6 de dezembro de 2015

Um tantinho, azeda.


    Um tantinho, azeda.

    Eu amo as frutas, cítricas
    Nos seus gostos e aromas
    Em seus brilhos, as belezas...
    Talvez, sejam por estes motivos...

sexta-feira, 4 de dezembro de 2015

quarta-feira, 18 de novembro de 2015

Uma vida, desperta.



Uma vida, desperta.

Caminhando, só pelo deserto
O calor é escaldante
Pensamentos...

Tornam-se em delírios
A areia vem com o vento
Querendo arranhar os olhos...
Que se fecham por alguns, momentos.

Pensamentos, ficam em devaneios
E as miragens desejam, bons tempos
E entre o real e irreal
O corpo se enfraquece
Mas na fraqueza, também
Expandem-se as forças.

E mesmo sendo longa a distância
Na caminhada, difícil
Há, maravilhas...

São tão belas...
Quê mesmo no grande deserto
Uma vida, desperta
Espiritualizada e com fé
Se completa.

Direitos do poema reservados a: Poeta Lucia Barros
Maria Lucia de Barros Gomes.

Imagem do Google.

segunda-feira, 9 de novembro de 2015

Bênçãos...Vamos proclamar.... Vamos proclamar.

16:46 9/11/2015



Bênçãos...Vamos proclamar....
Vamos proclamar.


Há muitos povos...
Que sentem-se,sós
Mesmo acompanhados
de tantas,pessoas...
Com tantas evoluções
Tecnologias e informações

sexta-feira, 18 de setembro de 2015

Na saudade de outrora

Feliz dia das mães, mãe e mães queridas...

Desejando bênçãos sem fim.

Todos os dias são os dias das mães
Pois, nos dedicamos a amar...
Um amor incondicional,
Protetor, defensor dos filhos nossos...
Abraçador de corpo e alma.
Que nos garantem sermos as mães
Completas de paz e felicidades,
No interior e exterior de nós mesmas.


Dedicadas sim, com a pura verdade
De amar os filhos da nossa vida
Sem tempo para esquecer
Seja na dor, nas alegrias...
Desejamos o melhor.
Somos mães, somos assim...
Desejando bênçãos sem fim.


Poeta Lucia Barros.

Na saudade de outrora

Na saudade de outrora
Tem amor que a gente guarda
Comemorando na alegria da alma
Felicidades de tantas auroras...
Até, sentir na menina dos olhos
Lacrimejar como agora.

Família é sangue
Que bom nos seria
Que a distância
Não nos separassem
E um do outro
Jamais, precisássemos
Irmos embora.

Mais a vida tem sempre
Uma nova história...
Carregada de lembranças
Para as gerações, vindouras...
Que brotam das memórias.

Direitos reservados a: Poeta Lucia Barros.

Maria Lucia de Barros Gomes

quarta-feira, 9 de setembro de 2015

Há uma porta que se abre




Há uma porta que se abre

Há uma porta que se abre
No coração da gente
E as pessoas entram
Guardamos-as por amizade
Nos visitam e vão embora
Bem assim como a chuva

Umas, vão para perto
Outras para bem longe...
Mas deixam as suas pegadas
Olhamos-as com alegria
E guardamos...
Não, nos caem no esquecimento
E sempre voltam na consciência
Transmitindo, paz e amor.

 Direitos reservados a: Poeta Lucia Barros

Dedicado a uma amiga de longa a distância
Mas de muita importância para o nosso Deus
amiga Raquel Raimundo.

Este é um grande exemplo em nossas vidas, porque bons amigos sempre caminharão conosco.
Em nosso coração várias amizades ficam guardadas, lembranças nos veem para alegrar a alma.
Todas as boas amizades, merecem estas palavras com amor.

terça-feira, 8 de setembro de 2015

Jessica, parabéns para você




Jessica, parabéns para você

Jessica, parabéns para você
Hoje, você faz dezoito anos
Ame a sua idade
Aproveite o bem
A sua mocidade.

sábado, 15 de agosto de 2015

Itararé cheia de vida.




         Revista Ano XV N.°72-Agosto de 2015
         IMPACTO GUARANI REGIONAL

Itararé cheia de vida.

Itararé cheia de vida
Desejei-lhe por muitos anos
É a vitória do meu sonho
Delicia do meu viver
Para mim é tão bela
Cidade, formosa.

sábado, 20 de junho de 2015

Prefiro amar assim:



Prefiro amar assim:

Olhando, ao meu redor...
Resumindo os meus pensamentos
E acalentando, momentos
Tenho a confiança...
Do que existe dentro de mim.


Amor meu, amor meu






Amor meu, amor meu

Te amo demais para deixar-te, ir...
Os vazios, foram embora de mim
E através de ti  me redescobri.
Como eu vou te esquecer
Se é melhor, lembra-te...
Pois, vivo feliz.

quarta-feira, 27 de maio de 2015

Voe, voe como uma borboleta


                                                                                
Voe, voe como uma borboleta

Voe,voe como uma borboleta
Aonde sentir de voar...
Sinta a presença...
De tudo que há de bonito 
E respire o bom ar.

sexta-feira, 1 de maio de 2015

Jardim do amor.

Poema: Lucia Barros, fotografia: Bell Barros.



Jardim do amor.

Façam-se flores para vida
Pois, são sublimes as lembranças
E aplainam o caminho doce.
Suave, serás na chegada
Deixará saudade na partida.


quarta-feira, 29 de abril de 2015

Além do sonho:



Além do sonho:

Além do sonho:
É sentir que podemos, algo...
Que jamais ficou adormecido
Muito menos, esquecido.

domingo, 25 de janeiro de 2015

Na luz da belíssima guitarra



Na luz da belíssima guitarra

Quero Rock
Dizer quero ser Roqueiro
É ter a inspiração na mente
E sentir, o som vocal...
Que vem da garganta
Roucas ou bem afinadas.


segunda-feira, 12 de janeiro de 2015

Atraente, fomos envolventes.



Atraente, fomos envolventes.

Em meio as serenas inspirações
Soltas, libertas
E infinitas sob o nosso ser, carente
Um fogo calientes.