Traduzir o Blog de Lucia Barros

sexta-feira, 27 de setembro de 2019

É isto o mundo de hoje.



É isto o mundo de hoje.

A flores fenecem como fenecem hoje em dia as almas, que não sabem se valorizar e vão se deteriorando, vão sumindo da face da terra como nada. As pessoas estão perdendo o significado do que é ser: o Ser amor e vão se perdendo uns dos outros, sem se importar quem é quem. Acabou, aí acabou e se findou, lá, apenas mais um.
É isto o mundo de hoje.
Lucia Barros.
poetaluciabarros@gmail.com



sexta-feira, 20 de setembro de 2019

O amor.





O amor.
Na vida vem o dia, a tarde e a noite.
Quantos por orgulho e por temor não deixam expor de dentro de si, um eu te amo. A vida passa tão rápido e o amanhã só pertence ao existir, porque se não existir o amanhã, nada mais será e nada se dirá, ficando o só por dizer e se vai guardado para o perecer em vão, por falta de coragem de se abraçar pelo que mais vale: O amor.

Lucia Barros.
Poetaluciabarros@gmail.com

Amor as famílias, amor aos filhos, amizades verdadeiras, amor de casais, namorados(as).Amor sincero, amor, simplesmente de um eu te amo, amor de amar o amor de Deus.

domingo, 8 de setembro de 2019

Amor e conscientização a deficiência.




Amor e conscientização a deficiência.

Aqui estamos mais uma vez ressaltando: a causa da deficiência, que ocorre em todos os países, em todas as famílias. Por que quem de nós não carregamos que seja uma pequena ou grande deficiência?
Sabemos nós.... Que lidar com tais dificuldades não é fácil para quem há enfrenta. É de forma abraçadora e acarinhada de alma, quem lida com tais situações que muitas vezes sem apoio, sem compreensão precisa correr dia a dia para o melhor em suas vidas, para que se torne em seus ambientes com seus filhos, com seus pais, mães e parentescos uma vida harmoniosa em; atitudes e diálogos para que não venham perecer com desanimo, ou por sentimentos que somente cada um guarda dentro de si.
Os projetos que são confirmados abençoados em instituições, são para que venham renascer de forma bonita, trazendo vida e alegria aos que mais necessitam de apoio e encorajamento para prosseguir com perseverança e força e fé de vencer.
Assim ressaltando que ninguém está livre de passar tais fatos na vida, somos um povo que prosseguimos em meio a correria da vida, em meio aos trabalhos, que são hoje em dia, cansativos para muitos, embora os trabalhos se diferenciem para alguns, muitas pessoas trabalham em trabalhos pesados e que geram cansaço, fadigas e enfermidades que muitas vezes não são solucionadas as suas causas. Ainda que haja tratamentos, boa dedicação da medicina, existem enfermidades crônicas que afetam os corpos dos seres humanos e que se encontram debilitados.
Está também aí, as causas dos acidentes aonde acontecem a maior causa de deficiência. Pessoas que se pegam de surpresa, uma surpresa nada agradável que transferi ao mental e ao físico um transtorno que levam muitos a depressão, isolação por não sentir vontade de viver a vida socialmente e para interagir novamente necessitam de palavras e de cuidados especiais.
Quantas causas da deficiência já foram com carinho, com amor fraterno e sentimento ao próximo, boa forma de gerar vida para outras vidas especiais em conjunto de solidariedade de um povo unido pela mesma causa.
Mas mesmo que nos haja dificuldades, todos juntos podemos gerar bons projetos, abençoadíssimos, para o crescimento na própria cidade, para sermos; campeões recebedores de vitórias e para fazer valer, com consciência e dedicação o amor ao próximo e a nós mesmos.
Porque tudo passa como um vento e depois de um vento que se vai gerar-se outros ventos.
No entanto, que sejam produzidos sobre nós mesmos os bons ventos, para progredir de geração em geração em gratidão e amor.
Conscientes então sejamos e abraçadores das boas obras: Amor e conscientização a deficiência.
Lucia Barros.
poetaluciabarros@gmail.com