sexta-feira, 30 de setembro de 2016

Os pinheiros.



Blog Oficial Lucia BARROS. 
Os pinheiros.
Pinheiros.

PH: Maria Lucia de Barros Gomes.
30/9/2016

O rio desce manso
Sobre as pedras escuras
Vindo da cachoeira
Como é límpida a água.

E destes grandes pinheiros
Caem as pinhas...
No chão de terra
Enfeitando a estrada.

Perco-me nos olhares
São, tantas as pinhas
Também me perco 
Nas contadas.


Oh, meu amor como é lindo
Os nossos encontros
E as nossas viagens
Admiramos os campos
Os gados e os mananciais.

Sinto-me a própria natureza
Quando respiro este ar...
Ar de pura beleza...
Ambientes naturais.

Olho eu na tua face, sentindo...
Admiras a que eu venho admirar
Felizes, seguimos nós, a sós...
Nesta viagem a nos encantar.

Nesta nossa meia idade
Ainda, fazemos o amor renascer
Sempre em meio à natureza
Com os mesmos sentimentos
De anos atrás.

A vida prepara os caminhos...
O que está escrito por “Deus”
Nem o tempo, pode apagar.

Ate a natureza, ajuda...
Como não vou amá-la
Até os belos pinheiros
O nosso amor
Está a embalar.

Lucia Barros.