terça-feira, 23 de agosto de 2011

Desenhei-te sem te conhecer


 



Te desenhei sem te conhecer

Já estava sobre mim

Parecia já eu saber

Olhei a pureza da sua imagem

fazendo-te para mim

Meu único prazer.


Hoje é realidade, meu dengo

Andamos juntos de verdade

A se amar a se envolver

Só sei nos queremos tanto

Somos felizes a cada instante

Somos reais, luz brilhante

Como ouro e diamante.


Te desenhei sem te conhecer

Você veio repentino e ágil

Num tremor a me envolver

Perdendo a minha voz

Você me olhou, eu te olhei

Hoje não é mais um sonho

É a nossa realidade

beijos de mel

Doce prazer.


Dia e noite, noite e dia

Em meio às paisagens

De belas e reais naturezas

Escreve ate no horizonte

É meu amor. 


Lucia Barros.

3 comentários:

  1. Lindo esse poema. Quando Deus escolhe uma pessoa pra falar de amor e outros sentimentos nobres, ele sabe o que está fazendo, porque são pessoas como você que enriquecem a alma de tantos..

    beijos da Liz.

    ResponderExcluir
  2. MUITO LINDO ESTE POEMA AMIGA AMEI QUE SENTIMENTO NOBRE VC TEM MINHA QUERIDA BEIJINHOS MINHA FLOR DE JASMYM!!!!!

    ResponderExcluir