terça-feira, 27 de setembro de 2011

Cavalgar ate o infinito


Cavalgar ate o infinito.

Eu só quero cavalgar com esse amor
Cavalgar pela terra calcada,
Em estrada de pedregulhos
Nos campos abertos
E nas terras tombadas,
Sentir o amor e não dizer nada.

Olhar as árvores gigantes
Sentindo o cheiro dos calipais
Tonteando -me nos meus obscuros
Na ânsia de poder amar
Cavalgar ate o infinito...
Por te querer a cada dia mais.
Lucia Barros







4 comentários:

  1. Lindo e amado.
    Calmo alegre coisas do amor.
    É tão bom chegar aqui e ler uma perola de poema.
    Nos enche de prazer e alegria.
    Nos deixando seguros que o amor não morre jamais...
    Lindo amei poetisa linda!

    __Sol Holme__

    ResponderExcluir
  2. Divino.
    Só as coisas do Amor nos preenche a alma.
    Simplesmente maravilhoso.
    Amei poetisa.

    ResponderExcluir
  3. Ilka Igdal Almeida3 de novembro de 2013 12:18

    Maravilhosa!!!!!!Que o amor esteja sempre em nossas vidas.Obrigada minha doce poeta Lucia!!!!Beijos de carinho em seu coração!!!!!

    ResponderExcluir
  4. Beijos em vcs queridas...
    Do meu coração
    Solange, Raquel Raimundo, Ilka Igdal Almeida. ♥
    Obrigada pela participação e as leituras dos poemas de minha página da vida.

    17 de março de 2014 15:43

    ResponderExcluir