terça-feira, 17 de abril de 2012

fonte




fonte:

Fonte que jorra água
Que cuida, do meu eu e do meu corpo.
Eu quero ouvir-te, mansamente
E cantar a felicidade ao infinito
Junto, com os cantos dos  passarinhos.
Ver as borboletas coloridas voando
E as aves procurando os seus ninhos.


Sentir-me como no paraíso
Andando em passos leves
Com os gestos mais fraternos.
Sentir o carinho curando
Pela musica sonora
Na singeleza, nos atos
Fazendo a prece de amor.

Canto para Deus...
Canto para mãe terra  
E canto para o céu.

Canto, para os que me ouvem...
Canto para minha alma
Porque me traz paz, felicidade
E me faz ser melhor todos os meus dias.
Dando graças ao viver
Proclamando a alegria...

Olhando a água da fonte que jorra
É muito grande a harmonia
Ai é que eu vejo...
Dando o verdadeiro valor
Tudo é tão bonito...
Nos caminhos desta vida.

Lucia Barros.


4 comentários:

  1. Maravilhoso !!
    Transmite muita serenidade ,,,falas da natureza com todos os seus encantos do Amor e do PARAISO esperado... Amei poeta de coração .

    ResponderExcluir
  2. Olhando a água da fonte que jorra
    É muito grande a harmonia
    Ai é que eu vejo...
    Dando o verdadeiro valor
    Tudo é tão bonito...
    Nos caminhos desta vida.

    Amiga, me senti em paz! Lindooooooooooooooo

    ResponderExcluir
  3. Canto para Deus...
    Canto para mãe terra
    E canto para o céu.

    Gostei Muito Lindo e VERDADEIRO'

    Parabens' Pour Cinthia Gomes'

    ResponderExcluir
  4. Obrigada amiga Raquel Raimundo, Poetisa Anna Lúcia Gadelha
    E Cinthia com o carinho
    Sejam sempre bem vindas.

    ResponderExcluir