terça-feira, 16 de outubro de 2012

Vida é luz:



Vida é luz:

Céu, terra,
Sol, Lua,

Estrelas...
Mar e ar.


Humanidade
É respiração
Movimentação...
Propagação...
Corporal
E mental.

Todas as criações...
Missões e gerações

Foram criadas, docilmente
Para se conhecerem
E respeitarem-se, amar.



Embora, assim...
Muitas vezes não seja
É bom, nos esforçarmos.
O amor e a caridade
De todas as formas...
Não podem se acabar.

O bem é o melhor remédio
Para todos os seres, se ajudarem

Vida é luz:
Nascendo e renascendo...
Para eternamente
Brilhar...

Lucia Barros.

5 comentários:

  1. Minha querida e linda poetisa Lúcia !

    Mais uma vez, dando uma passadinha por aqui em seu maravilhoso Blog. para deleitar-me com seus textos poéticos de belíssimos contextos e belezas. Está de parabéns!

    Beijos de luz !!!!

    Poeta Cigano - 22/10/2012

    http://carlosrimolo.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Obrigada Poeta Carlos Rímolo
    É uma honra recebe-lo aqui no blog
    Seja sempre bem vindo.

    ResponderExcluir
  3. Belíssimo poema!! Um encanto,Lúcia!
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. INVERSÃO DE VALORES

    Nos últimos dias os noticiários locais anunciaram uma série de furtos e roubos ocorridos em Machado. A ousadia desses grupos é digna de filmes noir.
    Mas a pergunta inevitável é: “Onde está a segurança?”.
    Seria a melhor solução aparelhar e treinar a Polícia para enfrentar esses grupos? Investir com mais seriedade cada centavo dos nossos impostos em Educação? Ou libertar todos os presos para que tomemos seus lugares em celas (indiscutivelmente) limpas e seguras?
    Neste “faroeste caboclo” diário e banal, os protagonistas (bandidagem)andam armados com fuzis, metralhadoras e escopetas, enquanto os coadjuvantes (cidadãos) não têm sequer a quem recorrer...

    (Agamenon Troyan)

    ResponderExcluir