sexta-feira, 7 de abril de 2017

Eternizados no amor.

BLOG OFICIAL LUCIA BARROS.
***
PH: Maria Lucia de Barros Gomes.
7/4/2017
***

Eternizados no amor.


A fúria da distância
Guia os nossos passos...
Por alguns momentos,
Por alguns dias...
Ou ate meses e anos.



Talvez em sonhos impossíveis
Porque nunca, fui tão além...
Com momentos, tão doces
Na liberdade de ser feliz
Sonhando em ir mais além.


Além do que já fui, além do que sou eu
Não me julgues ó querido
Ser a estranha, maligna
Muito menos, sua leviana,
Bem querida ou mal querida
Mas saiba a tua falta...
Faz-me tão mal, também.


Às vezes sou água, às vezes sou fogo
Às vezes me sinto as “geleiras dos Andes”
Tem horas que sou de ferro
E me afirmo no aço, para não perder
Os momentos contigo, meu bem.


Quem me dera ser sempre,
O seu único amor
Quem me dera...
Assim, como quem me dera
Ser a única em sua viajem longa
Ah! Quem me dera...


Ai, mesmo com a fúria da distância
Carregar-te-ia pertinho, na alma
E desvendaria todos os seus mistérios
Os mais profundos, para vivermos, Juntos
Seriamos como “Eros e Psiquê”
Eternizados no amor.

Lucia Barros.(Todos os direitos reservados).
***

Nenhum comentário:

Postar um comentário