sexta-feira, 5 de maio de 2017

Amo-te tanto.



Blog Lucia Barros
***


PH: Maria Lucia de Barros Gomes.
***

Amo-te tanto

Como eu vou falar de amor agora?
Se você me fez eu, perder-me por umas falas...
Sem nexo, por um gemido do fundo da alma
Um sentimento desvairado
E sem calma.

Mas isto não quer dizer que eu não te amo
Nem muito menos que eu te odeie
E não quero mais te ver
Nem te ter, ao meu lado
Sei que gosta de sentir-se, acarinhado.

O amor ainda não acabou
E se doeu no coração e na alma
É que ainda existe amor para lá
Do nosso mal causado.

E se a tristeza da dor
Apartando o nosso olhar
Afastam-se, as palavras.

O abraço desejado...
Esta provocando, para nos aproximar
Qualquer dia destes...
Para calar, as nossas discussões, embaraçadas.

Este amor tem que ser eterno
Pois, contigo andei por todo lado
Lado a lado e de mãos dadas.

Esta teimosia, não nos leva a nada
Vamos apenas amar e mais nada.

Nunca paramos...
Não vamos dar ponto sem nó
Em torno da dramaticidade momentânea
Amamo-nos...
Então vamos seguir
Sem as magoas.

Sei que me ama
Nós encontramos e vamos viver
Sempre juntos, uma eterna caminhada
Amo-te tanto.
Lucia Barros.
(Todos os direitos reservados.)

Nenhum comentário:

Postar um comentário