Traduzir o Blog de Lucia Barros

quinta-feira, 31 de maio de 2018

Uma luz, reluz.


Uma luz, reluz.

Sempre há, uma luz no final, daquele túnel
Que escurecido no andar longo
E parecendo não haver o fim.

Mas quando menos imaginamos:
Diante os nossos olhos
Uma luz, reluz.
Lucia Barros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário