Traduzir o Blog de Lucia Barros

quinta-feira, 4 de outubro de 2018

Italianos.




Italianos.
italianos.

Há! Tua Calábria meu avô
Assim te lembro.
Porque a minha memória
 Então muito guarda:
 Os teus abraços fortes
Os teus carinhos
E palavras soltas
De muito amor.

Há! Tua Itália bela, minha avó
E teus beijos doces e estalados!
Mas foi aqui e peregrinando
 Que obteve; sonhos realizados.
Que diante a menina dos teus olhos
 Enxergavam como o grande mar 
Que de tão lindos
 Eram e brilhavam de azuis.

Depois de tanto andares
Na vinda na terra Brasileira
Viajando os trens
 Com seus baús e enxovais.
Procurando as guaridas
Por  matas e pelas estradas
Nos trabalhos nas várias fazendas
E com seus filhos
Trabalharam nos cafezais.

Avós imigrantes.
Avós, maternos, amores
De família numerosa e abençoada
Dos braços abrasantes.

Avós das vozes rápidas
Dos sangues nas veias;
 Os guerreiros e vencedores.
Os belos e eternos
Que fecundou em amor
Livre amor:
Italianos.

Lucia Barros.
poetaluciabarros@gmail.com






Nenhum comentário:

Postar um comentário