segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

Resplandecendo e iluminados





Resplandecendo e iluminados.

Um dia vem e outros se vão...
Há dias que passam lentos
E outros rápidos demais.

E no profundo de cada uma pessoa
O amor não deve ser ignorado
Ele tem que persistir no calor humano
E ainda que muitas coisas venham a se esfriar.


Precisamos de corpo e alma, adorar...
Em júbilos...
De honras 
E glórias
Para a vida encantar.

Deus nos privilegiou a todos...
Escolhidos a dedo  e por ele,
O nosso:
Todo Poderoso.

Então, maravilhoso é contemplar...
Céu e terra, dividindo o espaço...

Com a natureza, pessoas e animais.

Evoluindo...
Compartilhando, orando
E espiritualizando-nos

Para realizarmos...

A vida não se finda como os bens materiais

A, ela se manifesta em eterna  beleza pura
Crendo, possamos estar sempre vigilantes...
Enxergando, uns aos outros
E de alguma forma
Bem bonita.

Todos temos defeitos...
Mas também possuímos as mais variadas
E inteligentes qualidades.

Está luz divina, está dentro de cada um
Nós, seres viventes, devemos acendê-la...
Com muita pressa...
Não nos importando para os impedimentos
E vamos, desviando das pedras.

Então, veremos clarear o mais escuro ambiente...
O mais turvos dos  pensamentos abatidos
Acelerando a vontade de reagir...
Em favor do mecanismo corporal
E que deseja tremendamente
Viver.

Todo bem;
Do Todo Poderoso, Eu Sou
Podemos sentir e admirar
Viver  e pelo  bem, lutar...

Podemos nós sorrir, brincar e cantar.
Doando, caridade do fundo da alma
Na própria escolha de amar

E assim sentir o gosto do aroma da vida
Propagando, palavras sinceras...
Dando o credito as melhores escolhas
As mais singelas e floridas... 

Para prosperar em nós as maravilhas
Que lá na frente do caminho...
O nosso futuro, agradecerá...
Infinitamente e prazerosos.

Os lugares que os nossos pés pisarem
Pisarão, firmes e com fé
Espiritualmente, abençoados
Resplandecendo e iluminados.

Lucia Barros.


Nenhum comentário:

Postar um comentário