sexta-feira, 22 de julho de 2016

O tempo.


 
 
O tempo.

Contar as horas
E cada um minuto
É um tempo...

Não podemos, sede-los, ao sono
Muito menos ao cansaço
Nem as lutas diárias...
Para não perdermos, jamais
O fluir bom que existe...
Caminhando, lado a lado.

O tempo corre além...
Muito além ...
Do que podemos imaginar.
E viver a paz e a felicidade
Faz o tempo, ficar melhor
Para todos nós.

Lucia Barros.

3 comentários:

  1. Nelson Silva Não podemos, sede-los, ao sono
    Muito menos ao cansaço
    Nem as lutas diárias...
    Para não perdermos, jamais. Lucia se você tivesse terminada o poema com essas frases ja estaria lindo mais com tanta inspiração poética que a em vc foi acrecentado mais frases ao poema que o deixou ainda mais belo parabéns poetisa Lucia.

    ResponderExcluir
  2. Ficou bem poético esses corações ao fundo gostei!

    ResponderExcluir
  3. Obrigada Poeta Nelson.Fiquei feliz em ver a sua participação com a leitura e a suas opiniões que nos é muito importante a nós que e nos dedicamos com amor a escrita sempre.Seja sempre bem vindo.

    ResponderExcluir