sábado, 20 de junho de 2015

Amor meu, amor meu






Amor meu, amor meu

Te amo demais para deixar-te, ir...
Os vazios, foram embora de mim
E através de ti  me redescobri.
Como eu vou te esquecer
Se é melhor, lembra-te...
Pois, vivo feliz.

Abraçar-te em meu peito é alerta, emoção
Ai eu admiro, o mover dos teus ventos...
A purificação da tuas águas
Fortifica a minha, oração
E é honrosa a devoção.

Então peço por ti
Para que não vá embora
Grande é a tua força,
Luz e magnitude
É por tua vontade
Que habita em mim.

Sinto as tuas asas
Que me cobre, guarda,
Ilumina, consola...
A minha alma, purificada
Lhe implora...

Alma gêmea do meu ser
"Espírito santo"
E que assim sejas
Amor meu, amor meu
Eternamente e sem fim.










 













Nenhum comentário:

Postar um comentário